Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Nossos Projetos

Programa de Eficiência Energética da Celpe.
 
A Neoenergia vem colocando o Nordeste brasileiro, uma das regiões que mais crescem no País nos últimos anos, na vanguarda da eficiência energética. Desde 1998, o Grupo investiu cerca de R$ 413 milhões em programas de eficiência energética. O principal objetivo é adequar o consumo dos clientes à capacidade de pagamento e contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população. Os projetos têm como foco a educação para o consumo consciente da energia, contribuindo, conseqüentemente, para a redução da conta de energia. A Celpe investiu cerca de R$ 15,0 milhões nos projetos de eficiência energética em 2013, ante R$ 13,7 milhões em 2012. O conjunto de iniciativas proporcionou, ao longo do ano, economia de 22.486 MWh/ano. A maior parte (47,1%, ou 10.602 MWh/ano), no segmento residencial de baixa renda. Considerando um consumo médio de 1,6 MWh/ano e quatro pessoas por residência, o volume economizado em 2013 foi equivalente ao consumo de 56.215 habitantes.
 
Nova Geladeira – O programa já substituiu, desde o início do projeto, em 2006, 71,3 mil refrigeradores velhos por novos com o selo Procel de economia de energia. Nesse mesmo período, já foram doadas 758,5 mil lâmpadas. Só em 2013, a empresa doou 9.418 geladeiras e 101.607 lâmpadas fluorescentes compactas. A geladeira velha é entregue pelo cliente à empresa para reciclagem do gás CFC e venda da sucata. O dinheiro arrecadado é destinado a outros projetos realizados pela Celpe, como, por exemplo, o Vale Luz.
 
Vale Luz – Clientes da Celpe podem trocar resíduos recicláveis por descontos na conta de luz. O material recolhido é reciclado em parceria com cooperativas de catadores de Recife e Olinda, gerando renda para este segmento e dando
uma destinação correta aos resíduos recolhidos. Em 2013, foram recicladas 114 toneladas de resíduos sólidos e concedidos R$ 24 mil em descontos na conta de energia. Durante o ano, o Vale Luz recebeu um segundo caminhão e o atendimento foi ampliado de 20 para 35 comunidades.
 
Energia com Cidadania – Lançado no segundo semestre de 2013, consiste de um mutirão que disponibiliza diversos serviços comerciais para as comunidades de bairros populares de Pernambuco. Participam do evento, parceiros como Caixa Econômica Federal, Prefeitura do Recife, Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Secretaria de Desenvolvimento Social, entre outros. Durante os 15 dias da ação, a Celpe também promove doação de lâmpadas fluorescentes compactas e faz a troca de geladeiras velhas por equipamentos novos. Em 2013, foram realizadas quatro edições do evento.
 
Lâmpada LED – Ação pioneira de concessão de subsídio para estimular o uso de lâmpadas LED (do inglês Light Emitting Diode, ou diodo emissor de luz) que apresenta maior durabilidade e proporciona redução de consumo em até 83% na comparação com incandescentes. A Celpe negociou com uma rede de lojas a venda da lâmpada por R$ 35,00. Os consumidores, ao realizarem a troca, pagavam apenas R$ 15,00 pelo produto, e a concessionária assumiu a diferença de R$ 20,00. Para usufruir o benefício era necessário estar com pagamento da conta de luz em dia e possuir consumo médio mensal acima de 70 kWh/mês, com direito à compra de até cinco unidades com preço especial. No ano, foram vendidas 4.215 mil unidades. As lâmpadas fluorescentes compactas recebidas na troca foram descartadas adequadamente após a retirada do mercúrio.
 
Educação com Energia – O projeto passou a adotar a metodologia Energia que Transforma, desenvolvida pelo Futura, uma área da Fundação Roberto Marinho, em parceria com a Eletrobrás – no âmbito do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). Para sua implementação, foi firmado um convênio entre Secretaria de Educação do Governo de Pernambuco, a Celpe e a Fundação Roberto Marinho para formação de 198 professores, de 6 municípios pernambucanos. Além da formação dos professores, foi realizado um trabalho educacional nas escolas contempladas, para monitoramento dos resultados obtidos por meio da interação com as crianças, jovens e a comunidade. O projeto que iniciou no segundo semestre de 2009 já atuou nos municípios de Recife, Olinda, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Carpina, Caruaru, Petrolina, Garanhuns, Serra Talhada, Ipojuca, Escada, Bezerros, Pesqueira, Bom Conselho, Lajedo, Brejo da Madre de Deus e São Caetano e atendeu a um total de 301 escolas, atingindo um público de 3.160 professores e 91.921 alunos.
 
Energia Verde – Projeto iniciado em 2009, com o objetivo de despertar no cliente residencial a preservação ambiental, permite neutralizar as emissões de CO2 com contribuições que promovem o reflorestamento da Mata Atlântica. Em contrapartida, o cliente recebe bonificações na conta de energia ao trocar seus eletrodomésticos velhos por equipamentos novos e eficientes, com o selo Procel de economia de energia. Em 2013, 196 clientes participaram do projeto, perfazendo um total de 8.905 clientes inscritos para bonificação desde o inicio da iniciativa. Com a arrecadação acumulada pelo projeto, foram investidos R$ 676,6 mil no reflorestamento da Mata Atlântica e plantadas 41.326 mudas, com reflorestamento de 36,5 hectares.
 
Poder Público –  Outros projetos de eficiência energética foram desenvolvidos para os segmentos de poder público e instituições sem fins lucrativos. Deu-se continuidade ao Projeto de Eficientização do Porto Digital, com aquisição dos equipamentos que irão compor o novo sistema de refrigeração do edifício, que vai gerar economia de R$ 260 mil por ano.  A empresa também deu continuidade ao projeto da primeira Usina Fotovoltaica de Fernando de Noronha. A unidade tem potência instalada de 400 kWp e geração estimada de 600 MWh/ano, equivalente a 4% do consumo de toda a ilha. Deverá ser inaugurada em abril de 2014. Em 2013, também foram iniciados os trabalhos para a construção da segunda usina fotovoltaica da Ilha. A energia a ser gerada pelas duas novas usinas vai reduzir em 10% o consumo de diesel em Fernando de Noronha.

 

(referência: Relatório de Sustentabilidade 2013)